A Fábrica

Janeiro 31 2005


Ontem passou mais aniversário da morte de Mahatma Gandhi. Como tenho vindo a fazer, com outros grandes homens que forjaram a história, vou escrever algumas notas biográficas.

Mohandas Karamchand Gandhi, nasceu em 2 de Outubro de 1869 em Porbandar, estado de Gujarat na Índia. Apóstolo da não violência, cognominado o Mahatma (A grande alma) pelo seu povo. Nascido de uma família rica e culta, fez os estudos de Direito em Londres, entre 1888 e 1891 e consagra-se à leitura do Bhagavad-Giza, do Novo Testamento e dos filósofos ocidentais, que tão grande influencia teriam sobre ele. De 1893 a 1914 estabelece-se como advogado na África do Sul, defendendo os direitos políticos e sociais da vasta comunidade indiana contra a segregação racial, nomeadamente através do jornal Opinião Indiana, por ele fundado. De regresso à Índia, participa na vida política, tornando-se chefe do Congresso, em 1919. Depois do massacre de Amritsar, convence os seus compatriotas a boicotar as instituições e produtos ingleses, iniciando-se uma série de manifestações não violentas. Em 1930 toma a chefia de um movimento de luta aberta contra a Inglaterra.Através de longas greves de fome, manifesta a sua revolta contra o domínio inglês, sendo encarcerado várias vezes: no plano interno tenta conciliar muçulmanos e hindus e melhorar a condição dos Intocáveis. Em 1947 a sua política triunfa com a obtenção da independência da Índia, mas não pode impedir a separação do Paquistão. Foi assassinado, em 30 de Janeiro de 1948, em Nova Deli, por um fanático brâmane que desaprovava a sua política de tolerância religiosa. As suas cinzas foram imersas no rio Ganges perante uma multidão consternada. A sua dignidade moral e o exemplo da sua vida fazem de Gandhi uma figura inesquecível. Deixou uma obra intitulada "Experiências da Verdade".

Se pretender saber mais, não deixe de visitar www.gandhiserve.org.

publicado por Armando S. Sousa às 18:02

O filósofo da não violência como forma de luta!
E venceu...
mfc a 31 de Janeiro de 2005 às 18:38

Há homens que lutam um dia e são bons,há outros que lutam um ano e são melhores, ha os que lutam muitos anos e são muito bons.
Porem ha os que lutam toda a vida e esses são imprescindiveis. (Dalai Lama)
Devia referir-se a homens como este.......
butterfly
Anónimo a 31 de Janeiro de 2005 às 19:58

Foi de facto um grande homem.
Abraço.
Å®t_Øf_£övë a 31 de Janeiro de 2005 às 20:03

Gandi homem!
francis a 31 de Janeiro de 2005 às 20:46

Sempre será uma referência. Obrigada por nos lembrares dele.
Angela a 31 de Janeiro de 2005 às 22:12

Admiro os que lutam pela humanidade e que encontram força para o fazer...
hamy-pros-friends a 1 de Fevereiro de 2005 às 00:52

Mahatma, como um em milhões! O seu legado perdura, bem como os desafios a que se propôs responder. Honremos a sua memória nas nossas lutas diárias!
Pedro a 1 de Fevereiro de 2005 às 03:40

Existem "homens" que nunca serão esquecidos, mas, pelas coisas más que fizeram! Um Hitler, por exemplo!

Existem HOMENS que ficarão na memória de todos, pelo seu grande amor à humanidade e na força que tiveram na luta das suas convicções, especialmente pela Paz e pela comunhão de palavras e atitudes! A tolerância era a base das suas convicções. Morreu por elas!
Abraço e obrigada, por nos teres lembrado este grande Homem.
http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/
Menina_marota a 1 de Fevereiro de 2005 às 13:58

mais sobre mim
Janeiro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

16
17
18
22

23

30


pesquisar
 
blogs SAPO