A Fábrica

Dezembro 27 2004


A organização holandesa Women on Waves quis trazer o seu barco "Borndiep" a Portugal para denunciar a legislação portuguesa sobre o aborto e ajudar se fosse o caso disso, as mulheres portuguesas a fazer o aborto. O ministro do mar Paulo Portas impediu o acesso do barco a águas territoriais, e a Women on Waves, consegui, desta maneira uma publicidade que jamais obteria. Foi notícia de abertura dos noticiários durante 15 dias.

publicado por Armando S. Sousa às 17:48

Com o PP no Governo o aborto continuará a ser clandestino.No entanto, faz-se.
Anónimo a 28 de Dezembro de 2004 às 00:27

mais sobre mim
Dezembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14
15

24



pesquisar
 
blogs SAPO